02Jul
Coluna Dominical

Teu bom humor é irritante!

– 1 de julho de 2018

Luis Felipe Nascimento (*)

Conheço uma pessoa que levanta às 6 da manhã, sempre bem humorada, o que irrita os que convivem com ela.  Achei o fato curioso, pois outras que conheço levantam mal-humoradas, só melhorando esse estado por volta das 10h e tem ainda as que nem depois desse horário conseguem melhorar. Agora fico pensando… Será que o humor depende das variações hormonais, do momento que a pessoa está vivendo ou da perspectiva pela qual enxerga a vida? O que torna uma pessoa bem-humorada ou mal-humorada?

Conheci recentemente uma palavra que me despertou muita curiosidade. Você sabe o significado da palavra grega eudaimonia? Esse termo, para os antigos filósofos, significava a felicidade máxima. Aristóteles dizia que a felicidade é a vida plenamente realizada, por isto não é alcançável imediata e nem definitivamente, mas um exercício cotidiano que o ser realiza durante toda a existência. Atualmente, ela é usada para significar “felicidade de longo prazo”, aquela que é vivenciada quando a pessoa está feliz de ser quem ela é,  orgulhosa do seu crescimento pessoal.

Já o hedonismo é a “felicidade de curto prazo”, é a busca pelo prazer imediato ou aquele estímulo aos nossos sentimentos e emoções que ocorrem numa festa, numa viagem ou mesmo quando encontramos amigos. Este sentimento dura pouco tempo e precisa de um ambiente amigável, pois os problemas afetam a felicidade hedonista. Portanto, hedonismo e eudaimonia possuem significados diferentes, mas são complementares.

Mas, afinal, o que tudo isso tem a ver com o bom humor? Já vamos chegar ao ponto… Perceba que as pessoas bem-humoradas muitas vezes não são ricas, bonitas, saudáveis ou cheias de sucesso, elas são pessoas comuns, como tantas outras e, por vezes, até passando por problemas. Me arrisco até a dizer que o bom humor é uma expressão de quem está feliz consigo mesma, feliz de ser quem é, por conseguinte, vive a felicidade eudaimônica. Talvez até seja uma escolha, pois embora nem tudo esteja acontecendo como ela gostaria, mesmo assim ela opta por permanecer de bom humor.

Viver uma felicidade de longo prazo não significa estar feliz o tempo todo, pois ao longo da vida todas as pessoas passam por perdas, por frustrações, por dores que lhes causam infelicidade. Umas conseguem superar estes momentos e voltam a ser felizes, outras não. As pessoas que superam a dor e vivem a “felicidade máxima possível” possuem algumas características comuns: são generosas, oferecem ajuda antes que alguém peça e sentem prazer em ajudar. Também sabem ouvir as outras e são capazes de aceitar as suas imperfeições e a dos outros. Elas se alegram com a felicidade do outro.

Sendo assim, creio que podemos dizer que as pessoas que já acordam de bem com a vida refletem exteriormente a felicidade suprema que estão vivenciando. Se elas estão de bem consigo mesmas, provavelmente isso as leve a uma harmonização com o mundo que a cerca. Mas por que as pessoas felizes irritam tanto as mal-humoradas? Ah, boa pergunta! Alguém saberia me responder?  

(*)  Luis Felipe Nascimento é Professor na Escola de Administração da UFRGS.

Contato:nascimentolf@gmail.com

One thought on “Teu bom humor é irritante!

  1. paxuca Reply

    que bela mensagem professor. o bom humor também é um exercício… mental! tanto a gente pratica que ele passa a ser rotina! é pena que o cérebro e a mente sejam pouco explorados nas suas aptidões. mas falo isso e ouço, antes de falar. então vamos praticar o bom humor que contagia! tuas mensagens sempre inspiradoras!! =)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *