10Mar
Coluna Dominical

Melhor bem acompanhado do que só!

– 10 de março de 2019

Luis Felipe Nascimento (*)

Ao longo da vida vamos nos transformando e mudando a forma de ver a vida. Alguns conceitos são melhor compreendidos, reinterpretados ou mesmo descartados. Eu continuo gostando de ouvir Tom Jobim cantar “fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho”, mas este verso hoje tem um outro sentido. No passado, eu não conseguiria imaginar uma pessoa feliz sozinha numa ilha. Hoje, ser o único humano numa ilha não significa mais estar sozinho. Onde estivermos, podemos nos sentir acompanhados, amados e amando. O conceito de “impossível ser feliz sozinho” continua valendo, mas mudou o meu entendimento do que significa estar só. Eu explico!
Muitos de nós nasceu, cresceu e vive sempre acompanhado e tem medo de ficar só. Ficar só representa olhar para nós mesmos e enxergarmos no espelho o que tem dentro de nós. Isto assusta, então tapamos o espelho e buscamos alguém para olhar. Allan Dias Castro gravou um vídeo em que ele diz: “Só anda bem acompanhado quem antes foi boa companhia”. Se não conseguirmos ser boa companhia para nós mesmos, não seremos para os outros. Só ajuda o outro, quem está bem. Nesta perspectiva, “ser feliz sozinho” é fundamental para ser mais feliz, juntos.
Nós somos seres dependentes, precisamos do amor e do afeto dos outros. A felicidade necessita sim da presença do outro, de alguém para compartilhar nossas alegrias e tristezas. Felizes os que têm amigos e amores. Felizes os que doam e recebem, pois nestas trocas é que vão perceber que a felicidade é maior ao dar, do que ao receber.
Karen Curi diz que alguém pode usar um outro coração para fazer pulsar o seu, ou, ao caminhar juntos, sincronizar as batidas dos dois corações (https://www.revistabula.com/6213-que-me-perdoem-os-solitarios-mas-e-impossivel-ser-feliz-sozinho/). Portanto, o desafio é saber o limite entre a capacidade do estar bem só e de nos transformarmos em seres solitários. De sabermos desfrutar de boa companhia sem nos tornamos excessivamente dependentes dela. A vida poderá ser boa se estivermos só, mas potencialmente será melhor se for compartilhada. De acordo?

(*) Luis Felipe Nascimento é “aluno titular” na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara
Contato: nascimentolf@gmail.com

2 thoughts on “Melhor bem acompanhado do que só!

  1. Carmenza Reply

    Efetivamente, valorizar sua própria companhia, saber ser sua melhor companhia não é para todos… mergulhar dentro de sim, se escutar e escutar o SER, requer coragem pois é aí que a gente realmente é, só depois de está prática continua estaríamos prontos para compartilhar com o outro por enteiro, já depois de nos conhecermos e aceitarmos, estaremos prontos para aceitar o outro tal como ele é, sem querer mudar nada nele, so assim seremos excelentes companhias. Abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *