29Jul
Coluna Dominical

A Poda

– 29 de julho de 2018

Luis Felipe Nascimento (*)

Na fase minguante da lua, no mês de julho, é o período em que, na região sul, corresponde ao inverno e é nesse tempo que a poda das plantas é recomendada, pois a seiva reflui para as raízes devido à baixa temperatura e à falta de luminosidade, o que inibe a reprodução e o crescimento. No frio elas poupam energia e entram em dormência, definido como estado vegetativo. Para as plantas existem dois tipos de poda, sendo uma a de limpeza, quando se retiram os galhos doentes, folhas e flores secas e que favorece a brotação e a floração, e a outra é a poda de formação, que visa dar a forma desejada à planta, e como exemplo temos as figuras que são “esculpidas” em cercas vivas.

Existe ainda um outro tipo de poda, para a qual não utilizamos aparelhos cortantes, mas que deixa marcas profundas, que é a “poda de pessoas”. Para este caso não existe recomendação de fase da lua ou de estação do ano, já que ela pode ocorrer a qualquer momento ao longo da vida, desde a infância à velhice. Essa poda também não exige local adequado, pois pode ocorrer em qualquer ambiente da sociedade.

E qual seria o objetivo de tal poda? Tornar as pessoas mais saudáveis, fortes e produtivas, quem sabe? Nada disto! Ela tem o objetivo de reduzir os sonhos, as aspirações, a criatividade e a imaginação das pessoas, visando encaixá-las no que é considerado a “forma adequada”, a mais bonita aos olhos dos outros, tipo aquelas figuras das cerca vivas que falamos antes. Alega-se que a poda é necessária para que as crianças respeitem os valores da família ou da sociedade na qual estão inseridas e para que os adolescentes entendam que é hora de se preparar para a vida. A poda também é aplicada às mulheres, restringindo os seus sonhos e obrigando-as a exercer funções do lar. Ela não se restringirá só à família, também poderá ocorrer no desenvolvimento das atividades profissionais, aonde quem detém o poder, poda os que possam vir a lhe fazer sombra.

Poda de pessoas foi e sempre será um ato de violência sobre alguém que deseja pensar e fazer coisas fora da sua habitual caixa. A “auto poda” ocorre quando nossas ideias e sentimentos não estão alinhadas com nossas ações, ou melhor, quando tememos ou duvidamos da nossa própria capacidade.

Os chineses desenvolveram a técnica de transformar árvores enormes em miniatura, mas foi através dos japoneses que conhecemos o “bonsai”. O bonsai mais valorizado é aquele que tem maior semelhança com a árvore em seu tamanho natural. Ao olharmos uma fotografia de um bonsai, poderemos até acreditar que é uma árvore que está na natureza, em tamanho real.

A semelhança entre um bonsai e a poda realizada num ser humano é que, aparentemente, não lhe foi arrancado nenhum pedaço. O filme “Pequena Grande Vida”, cujo título original é Downsizing (reduzir de tamanho) é uma ficção em que as pessoas são reduzidas para 0,0364% da massa e volume que tinham no seu estado natural e passam a viver num mundo em miniatura. Esta miniaturização é apresentada como uma forma das pessoas viverem melhor e causarem menor impactos ao meio ambiente, já que tiveram reduzidas as suas necessidades de espaço e de consumo. Curiosamente, nem todos aderem a este programa e alguns continuam no seu tamanho natural, se parecendo com gigantes superpoderosos. Novamente se reproduz os objetivos da poda: reduzir uns de tamanho para satisfazer os valores e interesses de outros.  

Consciente ou inconscientemente nós podamos e somos podados ao longo da vida. Estar ciente disso é o primeiro passo para reduzirmos ou eliminarmos este tipo de agressão. Talvez possamos começar eliminando as podas que fazemos conosco mesmos. Não importa em que tempo você esteja, experimente eliminar essas podas e cuide para que os seus planos, sonhos e desejos floresçam na próxima estação e tenha a certeza de que a vida lhe dará muitos frutos.

 (*) Luis Felipe Nascimento é Professor na Escola de Administração da UFRGS

Contato: nascimentolf@gmail.com 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *